Comitê de Pesquisa Clínica da ABHH

img-fluid
Eduardo Magalhães Rego (coordenador)
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e Rede D’Or
img-fluid
Angelo Maiolino
Universidade Federal do Rio de Janeiro e Grupo Américas
img-fluid
Carlos Sérgio Chiattone
Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e Hospital Samaritano
img-fluid
Danielle Leão
Hospital BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo
img-fluid
Laura Maria Fogliatto
Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA)
img-fluid
Sandra Regina Loggetto
Hospital Infantil Sabará
img-fluid
Vânia Hungria
Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e Clínica São Germano

Acesse os Estudos Clínicos

O que é um Estudo Clínico?
Como são realizados?

São os estudos conduzidos em seres humanos que avaliam novas opções de tratamento. As pesquisas que envolvem a avaliação de um novo medicamento, necessitam passar por várias fases de testes, com o objetivo de descobrir ou confirmar seus efeitos clínicos e/ou farmacológicos. Existem três tipos de fases de testes nos estudos clínicos, que listaremos a seguir.

Na primeira fase, chamada de estudo clínico de fase I, será avaliada qual deverá ser a melhor via de administração do novo medicamento (oral, venosa, intramuscular, etc), qual a dose segura a ser utilizada e qual serão os seus efeitos colaterais.

No estudo clínico de fase II avalia-se como funciona este novo medicamento, isto é qual a sua resposta ao tratamento. Estudos de fase II focam normalmente em um tipo específico de câncer.

No estudo clínico de fase III é comparado o resultado do uso do novo medicamento (combinado com outro medicamento ou isolado) com o resultado do tratamento considerado padrão.

Você deve consultar o seu médico sobre os possíveis estudos clínicos em condução no país para o seu caso.

Caso haja algum estudo disponível para o seu perfil, você será convidado a participar. O pesquisador ou algum membro da sua equipe deve explicar os objetivos riscos, benefícios, todas as etapas do estudo, assim como os seus direitos e deveres. Será entregue a você, um documento chamado de TCLE, termo de consentimento livre e esclarecido. Este documento traz todos os detalhes da pesquisa, contatos dos pesquisadores e do CEP, além das informações sobre os seus direitos e deveres. Você deve esclarecer todas as dúvidas e deve ter tempo suficiente para pensar e discutir com familiares ou outros indivíduos de sua preferência, antes de tomar a decisão final. É muito importante que você leia o TCLE com atenção.

Caso aceite participar do estudo, o próximo passo será assinar o TCLE.

Nenhum procedimento do estudo poderá ser realizado até que haja a assinatura do TCLE por você e/ou representante legal e pelo pesquisador.

Cursos e Eventos

Curso inédito na Plataforma UniverSUS Brasil
Curso Pesquisa Cínica - Saúde Humana da Invitare
Curso online americano PPCR de Harvard
Curso Online da Fiocruz

Diretrizes dos Órgãos Reguladores

Tem por finalidade institucional promover a proteção da saúde da população, por intermédio do controle sanitário da produção e consumo de produtos e serviços submetidos à vigilância sanitária, inclusive dos ambientes, dos processos, dos insumos e das tecnologias a eles relacionados, bem como o controle de portos, aeroportos, fronteiras e recintos alfandegados.

Todos estudos clínicos, antes de iniciarem suas atividades com os seres humanos, são rigorosamente avaliados por comitês de éticas (CEP).

Os CEP são colegiados interdisciplinares e independentes, de relevância pública, criados para defender os interesses dos participantes da pesquisa (os voluntários) em sua integridade e dignidade e para contribuir no desenvolvimento da pesquisa dentro de padrões éticos. Além disto, quando a realização de ensaios clínicos envolve medicamentos com fins de registro no país, ou seja, para que estes possam ser comercializados e/ou utilizados legalmente no país, os estudos também passam por uma avaliação técnica da ANVISA, agência reguladora no país.

A Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) está diretamente ligada ao Conselho Nacional de Saúde (CNS). A composição multi e transdisciplinar reúne representantes de diferentes áreas do conhecimento para cumprir sua principal atribuição, que é a avaliação dos aspectos éticos das pesquisas que envolvem seres humanos no Brasil. Em cumprimento à sua missão, a Comissão elabora e atualiza as diretrizes e normas para a proteção dos participantes de pesquisa e coordena o Sistema CEP/Conep.