Descontinuação da produção do medicamento Bussulfano

ABHH reforça a gravidade sobre a falta do bussulfano e segue empenhada na busca de soluções para reverter este cenário

Após comunicado feito pelo Laboratório Pierre Fabre sobre a descontinuação da produção do medicamento Bussulfano no Brasil no final de 2020, a ABHH tem buscado incansavelmente medidas estratégicas para reverter o cenário e impedir que mil vidas deixem de ser salvas com Transplante de Medula Óssea anualmente.

Além de levar o cenário ao conhecimento da imprensa, com repercussões em veículos importantes como Globo, Record, Jovem Pan, Estado de Minas, entre outros, alertando sobre os riscos de falta do medicamento, a Associação imediatamente após conhecimento do anúncio tomou as seguintes iniciativas, as quais estão sendo tratadas como prioridade:

1- Enviou ofício ao Ministério da Saúde para que o órgão tome conhecimento e medidas efetivas;
2- Incluiu o tema na pauta do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS), buscando mobilização dos executivos municipais junto ao Congresso Nacional;
3- Esta em contato permanente com o fabricante Pierre Fabre, a fim de buscar alternativas efetivas para reverter o cenário.

Com isso, a ABHH cumpre seu papel de prezar pela qualidade no tratamento de pacientes e serviços da especialidade, sabendo que o Bussulfano é a única droga disponível no Brasil para o tratamento pré-TMO.

A Diretoria

Siga a ABHH @ABHH no Instagram
e utilize a #ABHH