Vice-presidente da ABHH participa de reunião do TJCC com debate sobre intoxicação por agrotóxicos no Brasil

Vice-presidente da ABHH participa de reunião do TJCC com debate sobre intoxicação por agrotóxicos no Brasil

 

O vice-presidente da Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH), Dr. José Francisco Comenalli Marques Jr., participou de reunião do Todos Juntos Contra o Câncer (TJCC), nesta quarta-feira (27), na Faculdade de Ciências da Saúde, do Hospital Albert Einstein. Na ocasião, o uso de agrotóxicos no País e a relação com a saúde da população esteve na pauta dos cerca de 15 participantes.

A Drª Larissa Mies Bombardi, geógrafa e professora da Universidade de São Paulo (USP), apresentou dados que evidenciam que diversos desses produtos não aprovados, por exemplo, em países da União Europeia são autorizados pelo governo brasileiro. O uso de agrotóxicos impacta a saúde das pessoas no Brasil, onde se estima que 4.500 pessoas sejam intoxicadas por ano.

O Dr. Marques Jr., que integra o grupo estratégico do TJCC, também destacou que agrotóxicos produzidos, por exemplo, pela Alemanha, mas proibidos no país europeu, são vendidos para o Brasil. “Os dados apresentados pela Drª Larissa nos deixaram alarmados. Pois esses produtos estão relacionados a uma morte a cada dois dias por doenças agudas no Brasil, sendo um terço suicídio e os outros dois terços, por inalação por pessoas que os manipulam. Mas isso ainda é subnotificado”.

O médico hematologista relata, ainda, que esses dados não consideram os efeitos diretos e indiretos do uso dos agrotóxicos: “Entre os diretos estão comer alimentos contaminados e, entre os indiretos, mais perigosos, está a contaminação da água, no lençol freático. Este tipo indireto tem relação com a incidência de tumores, mas ainda não é quantificado, devido ao câncer ter múltiplas causas”, complementa.

Outras informações podem ser consultadas online e gratuitamente no e-book A Geography of Agrotoxins use in Brazil and its Relations to the European Union, de Bombardi, publicado em inglês este ano pela Editora FFLCH, da USP, clicando aqui.

Câncer de mama – O encontro do TJCC também apresentou um projeto piloto para o mapeamento do diagnóstico e tratamento do câncer de mama. De acordo com o vice-presidente da ABHH, agora o grupo de trabalho está estudando a fim de expandir o projeto para outros cânceres, inclusive hematológicos.

Siga a ABHH @ABHH no Instagram
e utilize a #ABHH